Logótipo Mafra Logótipo Ericeira

Igreja de Santa Marta, Ericeira

Erigida na malha urbana da vila da Ericeira, a Capela de Santa Marta e Nossa Senhora das Necessidades localiza-se na periferia do Parque de Santa Marta. A construção do templo iniciou-se em 1760 e, à semelhança da capela situada junto à praia dos Pescadores, transporta consigo uma dupla designação, sendo que a primeira (Santa Marta) é a mais comum na identificação do templo.

Antes ainda de surgir a edificação que hoje conhecemos, uma primeira ermida com o mesmo nome foi erguida algures em 1484 junto às furnas e no perímetro do atual parque recreativo. Uma lenda descrita por Frei Agostinho de Santa Maria no seu Santuário Mariano indica que a capela de Santa Marta foi fundamental para a fundação do bairro e do palácio das Necessidades, na capital lisboeta. O mito relata que uma imagem de Nossa Senhora das Necessidades, existente na ermida, foi levada por um casal de tecelões para Lisboa em 1599 e utilizada numa homónima capela edificada em Alcântara. O furto foi executado em virtude dessa imagem ser considerada milagrosa, tendo salvo o dito casal nos anos da peste. A imagem de Nossa Senhora das Necessidade terá desaparecido, porém, num incêndio que deflagrou como consequência do grande terramoto de 1755.

É da lenda que também advém a referência a "casa de saúde" quando se fala da Capela de Santa Marta. Curiosamente, esta ermida estaria localizada perto da nascente de águas mineromedicinais de Santa Marta, muito apreciadas no século XIX e princípios do séc. XX, mas hoje não exploradas.

Esta capela também foi sede da confraria das raparigas solteiras e ali se realizaram algumas procissões e festejos evocativos da Nossa Senhora das Necessidades. Com a integração das cerimónias no dia de São Pedro, tais celebrações acabaram por desaparecer.