Logótipo Mafra Logótipo Ericeira

Fortes

A ameaça das invasões francesas de Napoleão ao território português no início do século XIX conduziu à engenharia das Linhas de Torres, um circuito fortificado que protegeu Lisboa contra as investidas das tropas de Bonaparte, que procuraram furar o cerco rumo à capital.

Foram desenhadas 152 obras militares na periferia lisboeta e o concelho de Mafra foi um dos principais laços agregadores deste sistema defensivo, encontrando-se aqui 42 fortificações. Com o Atlântico no horizonte, a proteção das praias de São Julião e Foz do Lizandro, bem como as suas estradas, foi vital no apoio às forças inglesas.

O Forte do Zambujal defendia o desfiladeiro de Fonte Boa da Brincosa, o vale da Senhora do Ó e a Estrada da Carvoeira. O Forte do Juncal era uma segunda linha defensiva dos acessos por estrada até ao nó de Mafra. E o Forte da Feira, na vila da Malveira, era um ponto nevrálgico em toda a gestão da rede de estradas que ligava o litoral a Lisboa.

Todos estes núcleos das Linhas de Torres foram recuperados pelo concelho de Mafra e dispõem hoje de material de apoio aos visitantes.

 

Forte do Zambujal

Forte do Juncal 

Forte da Feira 

 

Guias e circuitos de visita:

Rota Histórica das
Linhas de Torres - Guia

Na Rota das Linhas de Torres

 

Forte da Rota Histórica das Linhas de Torres - Fotogaleria