Apoios Financeiros

A participação ativa dos particulares no processo de reabilitação, fundamental para sua concretização de forma integrada, demonstra a necessidade de soluções que incentivem e viabilizem a participação financeira dos particulares, firmando assim a sustentabilidade deste processo.

São assim disponibilizados programas e instrumentos financeiros de apoio aos investimentos em reabilitação urbana.

 

O IFRRU 2020 é um instrumento financeiro destinado a apoiar investimentos em reabilitação urbana, que cobre todo o território nacional. Para potenciar mais o investimento, reúne diversas fontes de financiamento, quer fundos europeus do PORTUGAL 2020, quer fundos provenientes de outras entidades como o Banco Europeu de Investimento e o Banco de Desenvolvimento do Conselho da Europa, conjugando-os com fundos da banca comercial. Para efeitos de candidatura consultar os requesitos.

 

O Programa Porta 65 Jovem tem como objetivo regular os incentivos aos jovens arrendatários, estimulando estilos de vida mais autónomos por parte de jovens sozinhos, em família ou em coabitação jovem, a reabilitação de áreas urbanas degradadas e a dinamização do mercado de arrendamento. Este programa apoia o arrendamento de habitações para residência, atribuindo uma percentagem do valor da renda como subvenção mensal.

 

Reabilitar para Arrendar é um programa para empréstimo concedido pelo Banco Europeu de Investimento, destina-se a intervenções maioritariamente habitacionais, que se destinem ao arrendamento, localizadas em Áreas de Reabilitação Urbana aprovadas ou em processo de delimitação, podendo localizar-se fora destas áreas caso a candidatura seja apresentada ao abrigo do artº 77º-A do Regime Jurídico da Reabilitação Urbana.

 

Anexos