"Guardião da Reserva Mundial de Surf da Ericeira": Uma homenagem aos surfistas e um apelo à preservação

Prestando reconhecimento às gerações de homens e mulheres que deslizam sobre as ondas e registando o apelo coletivo à proteção deste património único, o Município de Mafra, o Ericeira Surf Clube, a Associação dos Amigos da Baía dos Coxos e a Associação SOS – Salvem o Surf inauguram, com o apoio da Federação Portuguesa de Surf e da Associação Nacional de Surfistas, a estátua “Guardião da Reserva Mundial de Surf da Ericeira”, instalada no miradouro da praia de Ribeira d’Ilhas, “sala de visitas” do surf português. A iniciativa realiza-se no dia 25 de março, às 16 horas, por ocasião da Allianz Ericeira Pro, 1.ª etapa da Liga MEO Surf 2017.

O nome escolhido para esta estátua evoca a necessidade de uma consciencialização, cada vez mais urgente, para a preservação do nosso planeta e para a responsabilidade de cada um, partilhando dos pressupostos inerentes ao estatuto de Reserva Mundial de Surf.

 

Neste contexto, o Guardião da Reserva Mundial de Surf da Ericeira irá “zelar”, simbolicamente, pelos valores intrínsecos da Reserva, que em todos devem ser incutidos: a ecologia, a natureza, o surf e a cultura local. Assume-se, assim, como o símbolo de uma zona de excelência que tem de ser preservada para as futuras gerações.

 

José Queiroz, escultor do Concelho de Mafra, teve na conceção desta escultura uma ideia futurista baseada na ficção científica: “O surfista apresenta-se como se tivesse sofrido uma transformação anatómica causada pela adaptação ao meio aquático, inspirada pelo próprio movimento da água. Desta forma, assinala-se a extraordinária capacidade de adaptação do Homem, reinventando-se para evoluir”.

 

Sobre a Reserva Mundial de Surf da Ericeira

 

A Ericeira tornou-se Reserva Mundial de Surf a 14 de outubro de 2011, após consagração pela organização internacional Save the Waves Coalition. Foi apenas a 2.ª Reserva distinguida a nível global, permanecendo a única da Europa até hoje.

 

Integrando-se no Concelho de Mafra, estende-se entre as praias da Empa e de São Lourenço, numa faixa costeira que concentra sete ondas de classe mundial num espaço de apenas quatro quilómetros: Pedra Branca, Reef, Ribeira d’Ilhas, Cave, Crazy Left, Coxos e São Lourenço.

 

Os critérios que conduziram ao seu reconhecimento oficial foram a qualidade e a consistência das ondas, a importante história e cultura de surf local, a riqueza e sensibilidade ambiental da área e, ainda, a forte mobilização da comunidade.

 

Depois de cinco anos de trabalho e empenho de todos os Guardiões, desde a atribuição do estatuto de Reserva Mundial Surf, recentemente procedeu-se à criação formal, com a publicação do respetivo Regulamento em “Diário da República”, do Conselho Municipal de Gestão da Reserva Mundial de Surf da Ericeira.