Setenário de Nossa Senhora das Dores

No âmbito das comemorações do lançamento da primeira pedra do Real Edifício de Mafra, a Paróquia de Santo André de Mafra promove a exposição do Altar do Setenário de Nossa Senhora das Dores, uma antiga tradição mafrense que remonta ao século XVIII e que há mais de 50 anos não se realizava na vila de Mafra. A iniciativa terá como ponto alto a Missa Votiva em Honra de Nossa Senhora das Dores no dia 15 de setembro, pelas 18 horas.

O Altar de Nossa Senhora das Dores está montado na Capela da Sagrada Família (lado sul do transepto) da Real Basílica de Mafra e recorda as sete dores de Nossa Senhora, podendo ser visitado até 17 de setembro.

Intimamente ligada com a celebração da Paixão de Cristo, a comemoração das dores de Nossa Senhora ocorria inicialmente na Sexta-Feira da Paixão, antes do Domingo de Ramos, data em que se realiza a tradicional Procissão em Honra das Sete Dores de Nossa Senhora - Burrinha. A celebração recorda momentos de sofrimento da vida de Maria: a profecia de Simeão; a fuga para o Egito; a perda de Jesus no templo; o encontro com Cristo a caminho do Calvário; a crucificação de Cristo; Maria recebe o corpo do seu Filho morto; o enterro e sepulcro de Cristo; e posteriormente foi transferida para o dia 15 de setembro, estando associada à Festa da Exaltação da Santa Cruz (14 de setembro).