Exposição documental "Memorial do Convento" de José Saramago

No ano em que se assinalam 300 anos do lançamento da primeira pedra do Real Edifício de Mafra, a Câmara Municipal de Mafra, a Fundação José Saramago e o Palácio Nacional de Mafra evocam a construção deste monumento através da visão intimista do escritor José Saramago no ato da criação literária de uma obra povoada de personagens singulares: um rei devoto, um padre que queria voar e uma mulher com poderes. A abertura da exposição documental “Memorial do Convento” realiza-se no dia 26 de março, pelas 17 horas, na Galilé do referido Palácio.

“Memorial do Convento”, uma das obras mais representativas de José Saramago, escritor galardoado em 1998 com o Prémio Nobel da Literatura, assume importância fundamental para Mafra, não podendo deixar de ser salientada nas celebrações desta efeméride.

A exposição, patente até dia 31 de maio, compreende um conjunto diversificado de documentos, tais como fichas de obra, fotografias, anotações dactilografadas e manuscritas, exemplares das diversas edições portuguesas e estrangeiras da obra, bem como de um conjunto de sete quadros, de autoria do pintor José Santa-Bárbara, alusivos ao enredo do romance.