Centros Interpretativos das Linhas de Torres

O projeto Rota Histórica das Linhas de Torres visa salvaguardar, recuperar e valorizar um conjunto significativo de património arquitetónico e arqueológico de natureza militar, a Norte da cidade de Lisboa, constituído por ocasião da 3.ª invasão napoleónica de Portugal (1810) no âmbito da Guerra Peninsular que então se travava.

Os trabalhos desenvolvidos pela Rota Histórica das linhas de Torres, de que a Câmara Municipal de Mafra faz parte, co-financiados internacionalmente e com o apoio técnico da Direção Geral de Património Cultural e do Exército Português, possibilitaram a criação de uma rota turística de grande dimensão, que articula a descoberta do património e o conhecimento com especificidades locais de âmbito ambiental, museológico, gastronómico e desportivo.

No concelho de Mafra, é já extensa a lista de iniciativas, que passaram pela investigação arqueológica, o restauro monumental, a publicação de fontes e de estudos, a dinamização sociopedagógica de conteúdos relacionados com aquela temática, a classificação de património, a constituição de percursos turísticos devidamente sinalizados pelo concelho... Mafra dispõe, também, de dois centros interpretativos, instalados em locais emblemáticos do município e centros nevrálgicos da ação militar ocorrida durante a Guerra Peninsular.

Centro Interpretativo de Mafra

Centro Interpretativo da Serra do Socorro