Cidades e Vilas Cerâmicas Portuguesas reúnem-se com ceramistas

Assinalando, hoje, dia 17 de abril, o 1.º aniversário da criação da Associação Portuguesa de Cidades e Vilas de Cerâmica (APTCVC), os treze municípios cerâmicos portugueses fundadores reúnem-se nas Caldas da Rainha com ceramistas convidados vindo de todo o país e apresentam os seus objetivos junto de outros municípios candidatos à Associação.

O programa previsto para hoje contempla a apresentação do evento BOM DIA CERÂMICA, que este ano terá lugar a 18 e 19 de maio em toda a Europa, procurando “despertar” o público e as autoridades nacionais para este produto e material ligado aos primórdios da Civilização, que até hoje constitui um testemunho da criação humana e da criação de valor e de emprego.

 

Paralelamente, decorre uma reunião da Direção da Associação e uma da Assembleia Geral das cidades e vilas cerâmicas portuguesas, assim como uma sessão de apresentação da Associação e dos projetos em que as cidades cerâmicas europeias estão envolvidas e a aprovação da lista dos membros honorários, onde estão incluídas as principais instituições da cerâmica portuguesa, bem como ceramistas de créditos demonstrados ao longo da sua vida profissional.

 

 

Recorde-se que a APTCVC tem como membros fundadores os municípios de Mafra, Alcobaça, Aveiro, Barcelos, Batalha, Caldas da Rainha, Ílhavo, Redondo, Reguengos de Monsaraz, Tondela, Viana do Alentejo, Viana do Castelo e Vila Nova de Poiares, todos com fortes tradições ou importância económica no campo da cerâmica artesanal, patrimonial ou industrial.

A Associação Portuguesa está a concretizar a adesão ao Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial de Cidades Cerâmicas, que já é constituído por Itália, França, Espanha e Roménia, a que se irá juntar este ano a Alemanha e Portugal. A AeuCC, constituída em janeiro de 2014, contará com a participação de mais de uma centena de cidades cerâmicas de toda a Europa, nomeadamente 36 cidades italianas, 22 francesas, 28 espanholas, 16 romenas, 10 alemãs e 14 portuguesas, num projeto de cooperação e de intercâmbio com o objetivo de valorizar a cerâmica, no quadro das novas políticas europeias para os territórios.

Entre as principais cidades de tradição cerâmica europeia participantes nesta rede estão Faenza, Albisola, Deruta, Nápoles, Nove, Pesaro (Itália), Aubagne, Saint-Amand-en-Puisaye, Sèvres, St. Quentin La Poterie (França), Talavera de la Reina, Alcora, Argentona, Manises (Espanha), Horezu (Roménia), Horn-Grensausen, Mettlach, Selb (Alemanha).