Logótipo Mafra Logótipo Ericeira

Lançada a medida "Estágios Profissionais" para apoiar o emprego

A primeira fase de candidaturas à medida "Estágios Profissionais" do Ministério do Trabalho arrancou no dia 16 e decorre até 16 de junho, tendo uma dotação orçamental de 18,8 milhões de euros para apoiar 4.000 estágios profissionais de jovens entre os 18 e os 30 anos que tenham pelo menos o ensino secundário bem como outros cidadãos que estejam desempregados há mais de 12 meses, desde que cumpram alguns requisitos. As candidaturas são apresentadas pelas entidades promotoras, através do serviço de candidaturas eletrónicas (www.netemprego.gov.pt).

Segundo o ministério que tutela esta medida, "a medida Estágios Profissionais visa concretizar os objetivos da política de emprego relativos a estes públicos, designadamente complementar e desenvolver as competências dos jovens e dos desempregados, de forma a melhorar o seu perfil de empregabilidade".

Para o cumprimento destes objetivos foram introduzidas algumas alterações à medida, na busca de um maior direcionamento para resultados estratégicos, da promoção da eficácia dos apoios concedidos, da valorização das qualificações, do reforço dos mecanismos de acompanhamento e do reforço dos instrumentos de proteção.

Estão também incluídas nesta medida as pessoas com idade entre os 30 e os 45 anos e que tenham obtido, pelo menos, uma certificação de nível secundário, nos três anos anteriores ou estejam inscritas em Centro Qualifica, caso tenham uma certificação inferior ao nível secundário.

Já as pessoas com mais de 45 anos que, caso tenham uma certificação inferior ao nível secundário, terão que estar inscritos em Centro Qualifica.

São igualmente destinatárias da medida pessoas com deficiência e incapacidade, pessoas que integrem família monoparental, pessoas cujos cônjuges ou pessoas com quem vivam em união de facto se encontrem igualmente inscritos como desempregados no Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), vítimas de violência doméstica, refugiados, ex-reclusos e toxicodependentes em processo de recuperação, independentemente do tempo de inscrição.

Os estágios têm uma duração de nove meses.

As candidaturas são apresentadas pelas entidades promotoras, através do serviço de candidaturas eletrónicas (www.netemprego.gov.pt)

Para mais informações consulte a página do IEFP.